Rua Nadir Silveira de Freitas, 100
Caxias do Sul - RS

+55 (54) 3227.5789

Redes Sociais

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Google+ Icon

Certificado ISO

Copyright 2018 - By Chazanweb.com

Buscar
  • Supercor

Há um país que recicla 97% das garrafas de plástico

A Noruega é um dos países no topo de quase todos os indicadores de desenvolvimento. E também na reciclagem de garrafas de plástico de bebidas, graças a um sistema de depósito das embalagens usadas.

É um sistema quase perfeito no combate à proliferação do plástico e há um interesse de vários países em adotá-lo. Os produtores de garrafas de plástico na Noruega pagam um imposto ambiental consoante a taxa de reciclagem e caso reciclem a produção em mais de 95% ficam isentos. Mas para conseguir esse resultado necessitam da colaboração dos consumidores.

Os noruegueses podem devolver as embalagens em máquinas criadas para o efeito ou nos balcões das lojas em que as garrafas foram compradas. Após a leitura do código de barras o consumidor recebe um cupom ou dinheiro, sendo que o valor difere de acordo com o volume da garrafa.

"Queremos chegar ao ponto em que as pessoas compreendam que estão a comprar o produto mas apenas a levar a embalagem emprestada", disse ao Guardian Kjell Olav Maldum, administrador da Infinitum, a empresa que gere o sistema de depósito das garrafas.

O sistema funciona para todos desde 2011 - desde então que as empresas não pagam o imposto. A taxa de reciclagem de todas as garrafas de plástico está em 97%, sendo que 92% voltam a ter nova vida como garrafas de plástico. E parte das garrafas já terá sido reciclada mais de 50 vezes, segundo Maldum.

"Temos o sistema mais eficiente do mundo", diz por sua vez Sten Nerland, diretor de logística da Infinitum. De tal forma que delegações de uma dezena de países visitaram as instalações da empresa.

A União Europeia tem como meta a recolha de 90% das garrafas de plástico até 2025. Plásticos de uso único, como pratos, talheres e copos para bebidas de plástico vão ser proibidos a partir de 2021.

4 visualizações